Redes Sociais

Twitter Facebook

Moodle

Acesso ao Moodle

Newsletter




Pinhalzinho sedia treinamento de Servidores municipais da área da Social

Pinhalzinho sediou nos dias 08 e 09/04/11 sexta e sábado, os primeiros módulos de uma série de quatro, de um aperfeiçoamento para servidores municipais da área da Assistência, com a participação de 15 municípios da região. Evento teve por local o Auditório do Centro Administrativo Municipal.

Célia Jacinta Triches – Secretária Municipal de Assistência Social de Pinhalzinho explicou que o curso tem por objetivo qualificar os servidores da área, para que estes estejam integrados ao novo modelo SUAS (Sistema Único da Assistência Social) implantado em todo o país a partir de 2005 e a partir de 2010 entrou a tipificação dos serviços do SUAS e todos os municípios agora precisam estar atrelados a essa tipificação, estar modificando os seus serviços sócio-assistenciais, voltados para a autonomia das famílias usuárias destes serviços.

Célia explicou que a iniciativa surgiu através de Pinhalzinho, mas como o investimento é significativo, foi possibilitado de adesão e outros municípios desde Descanso à Concórdia, que se inscreveram para participar.

Os instrutores são de Curitiba CEDEPS – Centro de Desenvolvimento Profissional e a instrutora do primeiro e segundo módulos foi Márcia Terezinha de Oliveira. O terceiro módulo será nos dias 06 e 07 de maio com o professor Dorival da Costa e o último módulo dia 20 de maio com Jussara Medeiros.

A professora Márcia Terezinha de Oliveira, ao avaliar os módulos aplicados, explicou que o trabalho tem por objetivo fazer uma retomada do marco legal e jurídico do
Sistema Único de Assistência Social, enfatizando as mudanças da Assistência Social deixadas para traz de uma política tutelada para uma política de direitos. O segundo aspecto do módulo é discutir as ações sócio-educativas numa perspectiva de cidadania. Segundo ela “Quando falamos de ações sócio educativas com as famílias que vivem em situação de vulnerabilidade, fragilidade e desvantagem, é trabalhar sócio educativamente Educação e Proteção Social. Para que essas famílias consigam buscar novamente, organizar seus projetos de vida, de qualificação e inserção no mercado de trabalho, essas atividades sócio educativas foram pensadas nos dois módulos iniciais em Pinhalzinho, para que os técnicos possam ter idéias inovadoras e criativas para discutirem com essas famílias, com suas crianças, com seus jovens, fortalecendo o papel da família na sociedade brasileira” concluiu.

Mais Opções:

Imprimir (Versão para impressão amigável) Assine nosso RSS

Voltar para o Topo